Com o levantamento do período de defeso, as autoridades das pescas, em Sofala, pretendem incutir nos pescadores uma exploração sustentável na captura de caranguejo.


A província de Sofala, que planificou para este ano a captura de 160 toneladas de caranguejo,para o consumo doméstico e também para a exportação, anunciou o reforço das medidas de fiscalização para que, com o levantamento do período de defeso, os pescadores não façam à captura do mesmo de forma desorganizada.

Enquanto decorria o período de defeso, as autoridades, nesta parcela do país, apreenderam mais de uma tonelada de caranguejo capturado de forma ilegal e depois devolvido ao seu habitat. Também foram apreendidas na altura duas embarcações usadas para o transporte de caranguejo.

O caranguejo capturado em Sofala tem como principal mercado a Ásia, principalmente para a China e Coreia, principais destinos do crustáceo.

Achou este artigo interessante? Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram para ler mais conteúdo exclusivo que postamos.