Um homem de nacionalidade chinesa morreu asfixiado por conta de um incêndio ocorrido no porão de uma embarcação, na madrugada desta quinta-feira, no porto de pesca de Quelimane, província da Zambézia.

Por volta de 01h30 da madrugada, quatro tripulantes, nomeadamente um cozinheiro e três marinheiros, foram surpreendidos pelo fogo que deflagrou na referida embarcação, numa altura em que se encontravam a dormir.

Os três sobreviventes, de nacionalidade moçambicana, foram socorridos para um hospital, a caminho do qual o cidadão chines morreu.

Até à publicação desta matéria, eram desconhecidas as causas do incêndio. Todavia, as autoridades suspeitam um curto-circuito, “aliado a altas temperaturas que se têm registado nos últimos dias”.

“Estamos a fazer um levantamento com a equipa que faz a manutenção” da embarcação, “assim como com a tripulação. Constatámos que nas últimas horas do dia de ontem, um técnico de frio fez revisão dos aparelhos de ar-condicionado”, tendo deixado “algumas ligações não em segurança”, disse Manuel Cumaio, afecto ao serviço nacional de salvação pública da Zambézia.

Segundo a fonte, o incêndio iniciou num dos camarotes, a partir dos cabos ligados a um ar-condicionado.

É a segunda vez que incêndio devasta embarcação da empresa Krustamoz. O primeiro ocorreu em 2017 no porto de carga e causou a morte de um cidadão estrangeiro.

Achou este artigo interessante? Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram para ler mais conteúdo exclusivo que postamos.