Com a chegada do navegador português e colonizador Vasco da Gama, intitulou a província de Inhambane, como sendo terra de boa gente, mas dentro de poucos anos, perdeu o título oferecido pelo Vasco da Gama.

O que tem sido noticiado na Mídia Moçambicana, é sem sombra de dúvida lamentável. De acordo com uma reportagem publicada na Stv, em Agosto noticiou que Inhambane lidera a lista com os números de suicídios e em segundo lugar Zambézia e por último a província de Maputo.

Então, na maioria dos casos, os filhos matam os seus pais alegando que são feiticeiros, outro ponto que é apontado, tem haver com o sofrimento, pois os jovens quando estão a passar por fases difíceis, alegam que sofrem por causa dos pais, ora fizeram pactos maliciosos.

Neste preciso momento, província de Inhambane lidera os casos de suicídios, e crimes passionais tem sido muito recorrente naquela província que por muitos anos foi considerada terra de boa gente.

E a mesma gente que que era boa, já é gente que mata, e estes acontecimentos macabros já estão a preocupar a sociedade civil e as autoridades.

Nesta semana, três filhos mataram a paulada o seu próprio progenitor acusando-o de feiticeiro. Neste caso por terem matado seu pai, vão poder pegar uma pena máxima de 23 anos, segundo uma reportagem da Stv.

No mês de Setembro, na mesma província, foi enterrado vivo um pai por seus filhos.

Achou este artigo interessante? Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram para ler mais conteúdo exclusivo que postamos.