Terrorismo em Cabo Delgado: FDS intensificam bombardeamentos nas proximidades do rio Messalo


As Forças de Defesa e Segurança (FDS) têm estado, nos últimos dias, a intensificar as suas acções de combate aos terroristas, com recurso a meios aéreos, bombardeando algumas bases localizadas na região do rio Messalo.

As Forças de Defesa e Segurança (FDS) têm estado, nos últimos dias, a intensificar as suas acções de combate aos terroristas, com recurso a meios aéreos, bombardeando algumas bases localizadas na região do rio Messalo.

Fontes da “Carta” garantem que, desde semana finda, se ouvem explosões, assim como se vêem helicópteros militares a sobrevoar a região do rio Messalo, onde se acredita haver uma das maiores bases do grupo terrorista. Não há dados concretos em relação aos resultados dos bombardeamentos, porém, avança-se haver baixas no grupo terrorista. Um dos que garantem haver sucesso na ofensiva das FDS é o historiador e membro activo do “G40”, Egídio Vaz, que diz terem sido abatidos alguns líderes do grupo nos distritos de Muidumbe, Mocímboa da Praia e na região do rio Messalo.

...e reforçam efectivo em Nangade

Encontra-se reforçado o efectivo das Forças de Defesa e Segurança (FDS) destacado para o posto transfronteiriço de Mandimba, distrito de Nangade, província de Cabo Delgado, após o ataque levado a cabo pelos terroristas contra uma equipa da Polícia de Guarda-Fronteira, no passado dia 22 de Janeiro.

De acordo com as fontes, o ataque resultou na morte de sete pessoas, para além da pilhagem dos bens da população. Aliás, esta acabou fugindo da aldeia, devido ao clima de insegurança. No dia do ataque, garantem as fontes, as FDS contavam com um efectivo de cerca de 50 homens, que não conseguiu repelir a ofensiva dos terroristas.

Entretanto, no passado dia 02 de Fevereiro, o grupo atacou as aldeias de Lijungo e Nkonga, que se localizam a cerca de 50 Km da vila-sede do distrito de Nangade. Aqui, os terroristas mataram e ainda roubaram produtos alimentares. As fontes asseguram que, até o último fim-de-semana, encontravam-se no local.

Achou este artigo interessante? Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram para ler mais conteúdo exclusivo que postamos.