O PAÍS e o mundo assinalaram sábado último o Dia Mundial do Pangolim, uma efeméride que serviu para apelar àconsciência da humanidade, sobre a necessidade de preservar este mamífero que faz parte da lista das espécies em risco de extinção.

Este ano as actividades alusivas à data foram restritas e tiveram lugar sob formato virtual através dos meios de comunicação social, no contexto da prevenção da Covid-19. Contudo, pode se destacar a exposição fotográfica patente num dos centros comerciais da cidade de Maputo, retratando a ocorrência do animal em diversos pontos do país, com destaque para a Reserva Especial do Niassa.

Sob o lema “Proteja o pangolim, salve-o da extinção”, entre várias mensagens a exposição a chamada de atenção para a protecção deste animal que pode ser lida, sobretudo, em imagens que retratam o seu resgate numa das florestas da Reserva Especial do Niassa.

A celebração do Dia Mundial dedicado ao Pangolim acontece numa altura em que Moçambique é considerado um dos pontos de origem de pangolins traficados e encontradosno mercado asiático, colocando em evidência a natureza crítica da ameaça para a espécie, internamente.

Segundo a Administração Nacional das Áreas de Conservação em2019, o país registou um total de 21 casos de confisco de pangolins e detenção de pessoasenvolvidas no tráfico, nas provínciasde Sofala, Tete, Manica e Maputo.

Nos termos da Lei de 11 de Maio, o abate, venda, compra, transporte e qualquer envolvimentono tráfico do pangolim e de qualquer das suas espécies está sujeito a pena de prisão, de até 16 anos.

Estudos internacionais revelam que um pangolim consome em média 70 milhões de formigas térmitas por ano. O relatório da National Geographic, por exemplo, conclui que as apreensões de escamas e carne do pangolim atingiram o ponto mais alto em 2019. Em todo o mundo, mais de 128 toneladas foram interceptadas, causando um aumento de mais de 200% nos últimos cinco anos anos.

O pangolim é um mamífero da ordem dos pholidota e da famíliaManidae que se caracteriza por uma típica armadura escamosa. Existem 8 espécies de pangolins no Mundo, e uma delas é encontrada em Moçambique, o “MANIS TEMMINCKII”, habitando em florestas densas e savanas.

Achou este artigo interessante? Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram para ler mais conteúdo exclusivo que postamos.