Noivo ficou em grande choque depois que descobriu que sua esposa recém-casada era na verdade um homem. Mohammed Mutumba e sua "noiva" assinaram um contrato de casamento em uma cerimônia nikah tradicional há duas semanas.

O casal não consuma o casamento, pois a noiva disse que ela estava menstruada, relata o Daily Nation.

"Fui paciente e esperei que ela ficasse bem", disse o Noivo. O que é pior é o fato de que o Noivo não fez a grande descoberta. Seus vizinhos sim. Os vizinhos do Noivo alegaram que sua "esposa" pulou uma parede para roubar seus pertences - um aparelho de televisão e roupas. Depois disso, os vizinhos concluíram que "ela" era um homem.

Um caso foi aberto na delegacia pelos vizinhos. Logo depois, o Noivo e sua "esposa" chegaram à delegacia enquanto "ela" vestia "roupas islâmicas para mulheres e sandálias", conforme reportagem do Daily Nation.

Antes de colocá-la atrás das grades, uma policial revistou a suspeita e ficou horrorizada.

"Como é prática normal, uma policial revistou a suspeita minuciosamente antes de levá-la para as celas. Mas, para choque do policial, a suspeita empilhou roupas no sutiã para enganá-la dizendo que eram seios, "Isaac Mugera, Oficial de Investigações Criminais do Distrito de Kayunga, disse.

Durante a busca, a polícia também descobriu que o suspeito tinha órgãos genitais masculinos. Após interrogatório adicional, o suspeito confessou que havia enganado o Noivo por seu dinheiro.

O noivo encontrou o suspeito na Mesquita de Kyampisi, como ele disse mais tarde: "Eu estava procurando uma mulher para me casar e, quando encontrei uma linda garota usando um hijab, pedi-lhe amor e ela aceitou. Ela me disse que não poderíamos ter sexo até eu levar o preço da noiva para seus pais e também trocar votos de casamento com ela. "

O suspeito será acusado de roubo de identidade e roubo.

Achou este artigo interessante? Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram para ler mais conteúdo exclusivo que postamos.