Os robôs podem fornecer serviço de quarto, fornecer informações sobre viagens e arrastar até 300 kg de bagagem do saguão para os quartos.

Um hotel em Joanesburgo apresentou uma equipe de robôs e diz que eles poderiam ser usados ​​para atender clientes com sintomas de COVID.

Os robôs Lexi, Micah e Ariel foram apresentados no Hotel Sky no rico bairro de Sandton em Joanesburgo.

O trio pode fornecer serviço de quarto, fornecer informações sobre viagens e pode arrastar até 300 kg de bagagem do lobby com piso de mármore para os quartos.



Se o hotel receber um hóspede com sintomas COVID-19 , os robôs podem ser implantados no lugar de pessoas por precaução.

Caso contrário, "os hóspedes podem escolher se desejam interagir com os membros da equipe ou usar o autoatendimento, que é controlado pelo telefone", disse Herman Brits, gerente geral do hotel.



Vários hotéis de Tóquio com equipe de robôs estão usando-os agora para atender hóspedes com sintomas leves de COVID-19.

Mas o Hotel Sky é o primeiro na África a apresentar ajudantes automatizados.



Steve Pinto, executivo-chefe da CTRL Robotics, que estava envolvida na construção dos robôs, disse que eles também podiam escanear as expressões faciais dos clientes para determinar o quão felizes eles estavam.

"Ajuda a administração a entender como os clientes estão vivenciando as instalações do hotel", disse ele à Reuters, depois de fazer um robô pintado de laranja e branco tirar uma selfie.

Achou este artigo interessante? Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram para ler mais conteúdo exclusivo que postamos.