Ex presidente moçambicano Joaquim Chissano, homenageado pelo Dom Francisco de Miranda, em sua primeira classe, atribuído governo da Venezuela como forma de exaltar a sua personalidade e contribuição para todas as formas de luta, independência e desenvolvimento.

Esta homenagem é atribuída por ocasião do bicentenário da Batalha de Carabobo, que marca o fim da guerra pela independência da Venezuela, o que levou o Presidente Nicolas Maduro a decidir realizar um evento em comemoração da história da luta.

A batalha de Carabobo foi travada entre lutadores da independência, liderados pelo General Venezuelano Simon Bolívar, e as forças realistas, lideradas pelo Marechal de campo espanhol Miguel de La Torre. (Jornal Notícias)

Achou este artigo interessante? Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram para ler mais conteúdo exclusivo que postamos.